Relações com Investidores

Visão Geral

Atualmente o controle da companhia é exercido por três famílias fundadoras (Família Mottin, Família Weber e Família Pizzato) e o fundo de investimentos Kinea, todos signatários do Acordo de Acionistas de 15 de julho de 2020, aditado em 18 de dezembro de 2020, o qual vincula 51% das ações da Companhia.

A companhia é gerida por um Conselho de Administração com larga experiência, bem como por uma Diretoria Executiva composta por um presidente, além de dois diretores estatutários sendo um de operações e um financeiro e de relações com investidores.

Além de todas as regras de melhores práticas, e do regramento especial de seu segmento de negociação na B3 (Nível 2), a Companhia possui Código de Ética e Conduta próprio que busca pautar as ações de colaboradores, inclusive de sua administração.

Com atuação pautada pelas melhores práticas de governança, a Companhia mantém relacionamento com o mercado financeiro, colaboradores e meio ambiente em linha com essas diretrizes, buscando atingir sempre os mais altos níveis de boas práticas de governança corporativa.

Modelo de Governança Corporativa

Nosso modelo de Governança Corporativa busca alcançar as boas práticas orientadas pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), e está fundamentado nos princípios básicos de transparência, equidade e gestão com responsabilidade.

Segmento Diferenciado de Negociação

Em linha com as melhores práticas de Governança Corporativa, bem como com o desejo da administração da Companhia de manter constante evolução em relação aos níveis de informações prestadas e transparência em sua atuação, a Companhia realizou em 22 de janeiro de 2021 a migração para o Nível 2 de Governança Corporativa da B3 (Brasil, Bolsa, Balcão).

Atualmente a Companhia está em processo de migração para o Novo Mercado, segmento mais elevado de Governança Corporativa da B3.

Assembleia de Acionistas

Anualmente ocorrem as Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, para deliberar assuntos como: a discussão e aprovação das Demonstrações Financeiras, a destinação do lucro líquido do exercício, etc. Tem por finalidade também, a eleição dos membros do Conselho de Administração.